TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

Inhame ajuda a saciar a fome e melhorar a imunidade

Crossfit, dieta e caminhada são elementos da busca de uma vida saudável da empresária Shayanna Patricio, 27 anos. Além dessas práticas, ela fez outra escolha para atingir a sua meta: inseriu o inhame na rotina alimentar. "É uma das opções da minha dieta, pois gosto bastante do sabor. Como eu treino pela manhã, no almoço já estou com muita fome, mas o inhame me sacia e no resto do dia não sinto fome", conta.

Essa raiz, popular do Nordeste brasileiro, conhecida em alguns estados do Brasil como cará, possui múltiplas propriedades na sua composição. "O inhame tem vitaminas do complexo B e da C que atuam como antioxidantes contra os radicais livres, podendo ainda evitar a proliferação de alterações nas células a nível de DNA, a exemplo do câncer", informa a engenheira de alimentos Sara Saraiva. O tubérculo também possui ação anti-inflamatória, contribuindo nos tratamentos de artrite e reumatismo.

Aliado à saúde feminina, o inhame traz na sua estrutura o fito hormônio diosgenina que, no organismo, é transformado na substância responsável pela formação de 50 hormônios, chamado cientificamente de DHEA. Assim, a raiz auxilia na regulação hormonal e no combate dos sintomas da TPM.

Entretanto, a engenheira de alimentos alerta: "Não se pode obter quantidades significativas desses hormônios ingerindo o inhame. O organismo não possui os fatores químicos que possam convertê-lo em substâncias hormonais. Essa transformação só pode ser eficazmente realizada em laboratório apropriado", alerta.

Dentre as curiosidades do inhame está a sua atuação como "repelente natural". Mas, de acordo com Sara, não há estudo científico que comprove sua ação terapêutica no tratamento ou prevenção da dengue e chikungunya. Ela explica que a relação do alto teor de vitaminas B e C que compõe a raiz, quando consumida em grande quantidade, pode liberar odores por meio da pele repelindo os mosquitos.

Um dos motivos da escolha da empresária Shayanna em inserir o inhame na sua rotina é o baixo teor calórico. "Ele tem carboidrato de baixo índice glicêmico, ou seja, não libera açúcar rapidamente na corrente sanguínea. Dessa forma, é um excelente alimento para auxiliar em uma dieta de emagrecimento", explica a nutricionista Nathália Nogueira.

Segundo ela, o inhame também auxilia no combate de outras doenças. "Dentro de uma alimentação saudável e equilibrada, pode reduzir os riscos de obesidade, diabetes, hipertensão, doenças cardíacas, dos ossos e do cérebro".

Diário do Nordeste

Nenhum comentário: