TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

terça-feira, 6 de novembro de 2018

Novembro começa com chuvas isoladas no Ceará e possibilidade de novos registros até quarta-feira

O primeiro fim de semana de novembro no Ceará teve registros de chuvas isoladas, principalmente no sul do Estado. Conforme dados ainda parciais da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), entre sábado (3) e domingo (4), pelo menos sete municípios receberam precipitações e, de domingo para esta segunda-feira (5), mais sete. Neste intervalo de três dias, o maior registro foi em Santana do Cariri, com 16 milímetros.

Já nesta quarta-feira a Funceme registrou chuvas em pelo menos 14 municípios cearenses. Destaque para Horizonte (12 milímetros), Aurora, Região do Cariri (8,2 milímetros) e Beberibe ( 8 milímetros). Houve precipitações também em Itaitinga (7 milímetros), Arneiroz (5,3 milímetros), Itaitinga (4,8 milímetros), Pacajus (4,0 milímetros), Pacatuba (3,4 milímetros), Guaiúba (3,0 milímetros) e Redenção (2,4 milímetros).

De acordo com o supervisor da Unidade de Tempo e Clima da Funceme, Raul Fritz, as chuvas registradas nos últimos dias, assim como nas primeiras horas desta segunda, estão associadas a sistemas frontais, já em fase final, vindos da região Sudeste. Tais sistemas têm colaborado para formação de nuvens no sul do Nordeste e, consequentemente, as precipitações.

Para esta terça e na quarta-feira (7), os meteorologistas da Funceme preveem nebulosidade variável com possibilidade de chuva no sul e no litoral.

Altas temperaturas
Apesar das precipitações dos últimos dias, as temperaturas devem permanecer altas, cenário típico do mês de novembro no Ceará. Fortaleza, por exemplo, pode alcançar máxima de 33°C na próxima terça (6). Nas últimas 24 horas, as maiores temperaturas do Estado foram registradas em Barro (37,8°C) e Parambu (37,2°C).

A previsão também é de que o tempo continue seco nos próximos dias, embora os índices de umidade possam a aumentar em relação aos registros coletados em outubro. Entre este domingo e hoje, Barbalha, no Cariri, teve a taxa de umidade relativa do ar mais baixa do Ceará: 24%. De 21% a 30%, a Organização Mundial de Saúde considera nível de atenção.

Nenhum comentário: