TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

sexta-feira, 20 de julho de 2018

PT quer PCdoB e sugere Manuela como vice de Lula

Sob ameaça de ficar isolado na disputa presidencial, o PT acenou com a possibilidade de ter Manuela D’Ávila, pré-candidata do PCdoB à Presidência, como vice na sua chapa, que hoje o partido anuncia como tendo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) como candidato ao Planalto, apesar dele estar inelegível pelo atual entendimento da Lei da Ficha Limpa.

A hipótese foi discutida nesta quinta-feira, 19, durante reunião entre as presidentes nacionais do PT, Gleisi Hoffmann, e do PCdoB, Luciana Santos, em São Paulo. Gleisi excluiu o PR da lista de prioridades – até porque o partido entrou para o blocão e agora deve indicar Josué Gomes para vice de Geraldo Alckmin (PSDB) – e disse que ainda conversa com o PSB.

“Temos muita simpatia por este arranjo de ter Manuela na vice. Obviamente, isso não é decisão que se tome neste momento. Depende de uma discussão interna do PCdoB e também das discussões que o PT tem internamente e com outros partidos”, disse Gleisi, ao fim da reunião.

“Nós estamos conversando com o PSB e tínhamos também conversa com o PR. Não terminaram as tratativas, mas nossas prioridades são o PSB e o PCdoB”, afirmou.

A presidente do PCdoB, que por seu lado mantém negociações com o presidenciável do PDT, Ciro Gomes, também demonstrou interesse na possibilidade de Manuela ser vice, mas afirmou que a reunião não foi conclusiva. “Isso é algo que a gente escuta e vê com bons olhos. Mas, enquanto essas coisas não se derem, mantemos a candidatura de Manuela. Nada foi definitivo”, disse Luciana.

Petistas saíram animados da reunião. Os partidos avançaram em entendimentos nos estados e na estratégia para a disputa na Câmara. Para dirigentes do PT, a decisão sobre a vaga de vice deve ser feita em uma reunião da executiva nacional, mas o mais provável é que a legenda aguarde o fim das tratativas com o PSB, partido com maior número de deputados e tempo de televisão, antes de “casar” com Manuela e o PCdoB.

Nenhum comentário: