TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

quinta-feira, 21 de junho de 2018

Com cenário de incertezas, Ceará e Bahia duelam em semifinal do Nordestão

A Copa do Mundo está acontecendo, mas a Copa do Nordeste também está a todo vapor: na última terça-feira as semifinais da competição começaram na partida entre Sampaio Corrêa e ABC, com vitória dos maranhenses por 1 a 0. Nesta quinta, é a vez de Ceará e Bahia duelarem pelo primeiro de dois jogos, no Castelão, em Fortaleza, às 21h45 (de Brasília).

Dos dois lados, são muitas preocupações. Para os visitantes, a troca recente de técnico, de Guto Ferreira por Enderson Moreira, pode ser um ponto negativo, já que o anúncio do novo treinador foi feito apenas no sábado passado, ou seja, os atletas ainda não treinaram uma semana inteira sob o novo comando.

Para o compromisso, Enderson Moreira relacionou 20 jogadores, com apenas uma diferença entre aqueles que estavam disponíveis para o jogo contra o Corinthians, na última rodada do Brasileirão: o goleiro Douglas, com dores no cotovelo, não viajará para Fortaleza, e Fernando entra em seu lugar. Vinicius, que havia sofrido um trauma no joelho durante o treino na semana, foi relacionado sem problemas. Além do goleiro Douglas, não viajam o meia Marco Antônio e os atacantes Júnior Brumado e Edigar Junio.

Já os donos da casa precisam lidar com uma situação bastante difícil: o técnico Lisca tem um total de dez desfalques para a partida decisiva diante do Bahia. Samuel Xavier, Fabinho, João Lucas e Éder Luís não poderão atuar porque foram regularizados no BID após o dia 25 de abril, data limite para inscrição de jogadores na competição. Além deles, o zagueiro Luiz Otávio é carta fora do baralho, pois foi expulso na última partida da Copa do Nordeste, contra o CRB, pelas quartas de final.

Outro fantasma que assombra Lisca é o departamento médico: Wescley, Arthur, Valdo, Richardson e Juninho não foram liberados e seguem em tratamento de suas respectivas lesões.

A partida é a primeira parte de uma reedição da Copa do Nordeste de 2015, quando, na final, o Ceará se deu melhor e levou o caneco diante do Bahia.

Nenhum comentário: