TV Meu Xodó - A TV da nossa gente!

quarta-feira, 25 de novembro de 2020

25% dos pacientes com síndrome inflamatória pediátrica associada à Covid-19 precisaram de UTI no CE


No Ceará, o número de casos da Síndrome Multissistêmica Inflamatória Pediátrica (SMIP), que atinge crianças e adolescentes, cresceu para 64, segundo atualização feita ontem pela Vigilância Epidemiológica da Secretaria Estadual da Saúde (Sesa). O dado corresponde ao intervalo entre maio, quando o Ministério da Saúde orientou a notificação da doença associada à Covid-19, até o mês de outubro. 

A Pasta ressalta que novembro ainda não teve registros. A partir da complicação dos sinais e sintomas da doença, 16 pacientes precisaram ser internados em leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), o que corresponde a 25% do total de casos notificados. Outros 13 (20,3%) seguiram em leitos de enfermarias. Já para 35 (54,7%) a informação do local onde o paciente recebeu os cuidados não foi incluída no prontuário médico. 

Com 33 diagnósticos, o mapeamento da Sesa indica que a maior prevalência da doença está em pacientes do gênero feminino. Os homens somam 31 casos. 

Ao mesmo tempo, a faixa etária que lidera o número de notificações é a de 10 a 14 anos com 19 pacientes, seguida por 5 a 9 anos (18 casos), 1 a 4 anos (17). Menores de um ano têm oito casos e 15 a 19 anos, apenas dois.

Nenhum comentário: