TV Meu Xodó - A TV da nossa gente!

quinta-feira, 30 de janeiro de 2020

Iguatu: Redução de homicídios é de 62% em 2019 em relação ao ano anterior

O município de Iguatu teve redução de 62% no número de homicídios em 2019 em relação a 2018. O dado foi apresentado pelo promotor de Justiça, Leydomar Nunes Pereira, em reunião com comandantes e policiais do 10º Batalhão de Polícia Militar sediado em Iguatu, no auditório do Campus Multi-institucional Humberto Teixeira.

Em 2018, Iguatu registrou 37 homicídios e em 2019, foram 14. Já em comparação com 2017, quando foram ocorreram 40 homicídios, a redução é de 65%.

O representante do MPCE observou que houve redução no número de mortes violentas em todo o Ceará. “Há uma uma série de fatores para essa queda que inclui a nucleação de cadeias, fechamento de unidades prisionais, ausência de celulares, as ações do Ceará Pacífico, quebra de separação e de comando das facções criminosas nas cadeias públicas”, relacionou. “Esperamos que esse número continue em queda”.

Durante o encontro, o promotor de Justiça Leydomar Nunes Pereira abordou a lei que trata de abuso de autoridade e que tem trazido preocupação para os comandantes e policiais militares. “Não há motivo de preocupação, basta apenas cumprir o trabalho com honestidade, e não há a figura do crime culposo, mas na modalidade dolosa, quando existe a intenção, a vontade de praticar o ato, prejudicar alguém diretamente ou terceiro por interesse próprio, mero capricho, satisfação pessoal, ou para beneficiar a si ou a terceiro”, esclareceu. “Façam o trabalho corriqueiro, com seriedade, que não haverá problema”.

O evento foi promovido pelo 10º Batalhão de Polícia Militar, sediado em Iguatu. O comandante, coronel Giovani Sobreira Gomes, destacou a necessidade de conhecimento da legislação para orientação dos comandantes da região e do policiamento ostensivo. Na ocasião, policiais militares das companhias de Iguatu, Icó e Várzea Alegre foram homenageados por serviços prestados à corporação e à sociedade.

Diário Centro Sul

Nenhum comentário: