TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

quinta-feira, 24 de janeiro de 2019

De surpresa, Planalto lista metas para os cem primeiros dias do Governo Bolsonaro

Em um evento anunciado nesta quarta-feira (23), no início da tarde, após o cancelamento de uma entrevista coletiva da delegação brasileira no Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, o governo apresentou um pacote de 35 ações prioritárias para os primeiros cem dias do Governo Jair Bolsonaro. O programa, no entanto, não citou a reforma da Previdência, classificada como prioritária pela equipe econômica.

Dentre as metas, está a extinção de 21 mil funções comissionadas e gratificações, concessão de décimo terceiro salário para beneficiários do Bolsa Família, revisão de aproximadamente 6,4 milhões de benefícios do INSS e ainda apresentação de projeto de combate ao crime organizado.

Entre as metas há pontos não detalhados, como a implantação de um centro de testes para dessalinização no semiárido. Além disso, o Governo promete "interação entre universidades e a rede de escolas públicas para o ensino de ciências". Quer ainda retirar o padrão do Mercosul no passaporte brasileiro e retomar o Brasão da República como identidade visual para "fortalecer a identidade nacional e o amor à Pátria".

Onyx explicou que a definição das metas levou em conta a possibilidade de serem cumpridos neste início de gestão. Para ele, o governo pretende chegar no dia 11 de abril com mais de 90% das metas cumpridas. "A reforma da Previdência e a questão do sistema tributário são questões complexas, ainda em análise", acrescentou o ministro.

Ele também negou que esteja agindo para interferir na eleição da Mesa Diretora do Senado. Questionado sobre a tentativa de cacifar o senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) para a presidência da Casa, Onyx disse que o governo se mantém sob a orientação do presidente de não interferir no processo e declarou que não tem candidato favorito.

Nenhum comentário: