TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

segunda-feira, 17 de setembro de 2018

Número de detentos mortos no Ceará cresce 88,9% em 2018

O número de detentos mortos em unidades prisionais do Ceará cresceu 88,89%, na comparação entre os oito primeiros meses de 2017 e o mesmo período de 2018. Neste ano, foram 34 mortes de janeiro a agosto; em 2017, foram 18 em igual período. Em todo o ano passado, aconteceram 38 mortes de presos no Estado. Os dados são da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

No último sábado, 15, três detentos foram mortos na Cadeia Pública de Cascavel, na Região Metropolitana de Fortaleza. O crime seria uma ação da facção que domina a unidade prisional, que estava insatisfeita com a presença do trio, que seria de uma facção rival, segundo o diretor do Sindicato dos Agentes Penitenciários, Natanel Andrade. Os três mortos não estão contabilizados nos dados da SSPDS, que somam os casos até agosto.

Segundo o balanço da secretaria, em 2018, foram 14 mortes em janeiro; uma em fevereiro; quatro em março; duas em abril e maio, cada; cinco em junho e quatro em julho. E em agosto foram duas mortes de presos. Janeiro teve alta por causa da chacina na Cadeia Pública de Itapajé (a 124 quilômetros da Capital), quando dez detentos foram mortos. O crime foi relacionado à disputa entre facções criminosas.

Fugas
Entre os meses de janeiro a agosto de 2018, foram contabilizadas 478 fugas de presídios no Ceará. Desse total, 81 presos foram recapturados. O número é da Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus). Nesse sábado, 15, as câmeras de segurança flagraram uma fuga de presos na Cadeia Pública de Acaraú (a 255 quilômetros de Fortaleza). Na ação, os presos entram em luta corporal com um agente penitenciário e chegam a tomar a arma dele. Em seguida, eles fugiram. O Batalhão de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio) recapturou dois dos fugitivos.

Nenhum comentário: