TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

terça-feira, 25 de setembro de 2018

Ciro diz que, se eleito, vai tornar tarefa pessoal do presidente combater o narcotráfico e o crime organizado

O candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, disse nesta segunda-feira (24) que, se eleito, vai tornar tarefa pessoal do presidente combater o narcotráfico e o crime organizado.

Ciro fez campanha pela manhã em Madureira, na Zona Norte do Rio de Janeiro. O candidato usou um lenço no pescoço em referência a Leonel Brizola, ex-governador do Rio e político histórico do PDT. Brizola morreu em 2004.

"Assumirei para mim, como presidente, a tarefa de enfrentar o narcotráfico, o crime organizado e as facções criminosas”, afirmou Ciro.

O candidato disse ainda que pretende implementar um sistema único de segurança no país, com integração entre as autoridades dos estados. Ele afirmou que não vai manter a intervenção federal na segurança pública do Rio.

A intervenção foi decretada em fevereiro pelo presidente Michel Temer e tem previsão de vigorar até o final de dezembro de 2018. A medida passou o controle da segurança do estado para o governo federal, com a concordância do governador do Rio, Luiz Fernando Pezão.

Ciro também falou em reduzir as dívidas das famílias e das empresas para ajudar na retomada do desenvolvimento econômico.

"Resolver o endividamento das famílias, por isso eu proponho o projeto Nome Limpo, que é limpar o nome das pessoas do SPC (Serviço de Proteção ao Crédito) [...] Restruturar o passivo das empresas, que hoje também estão no endividamento tal, que não há investimento empresarial", afirmou o candidato.

"Consertar as contas públicas para a restaurar o investimento do setor público e começar a fazer obras de intensidade de mão de obra que é construção civil", completou Ciro.

Nenhum comentário: