TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

domingo, 5 de agosto de 2018

Ouro na Olimpíada Internacional de Química, cearense acumula medalhas em competições

Depois de 20 anos, o Brasil conquistou medalha de ouro na Olimpíada Internacional de Química com ajuda da cearense de 16 anos Ivna Ferreira, estudante do 3º Ano do Ensino Médio em Fortaleza. Foi a terceira vez que a cearense participou de uma olimpíada internacional. No ano passado, na mesma competição, Ivna conquistou prata.

“Foi muito difícil, eu nunca esperei. Ano passado consegui a de prata, estava esperando outra prata porque era impossível. Nenhum brasileiro tinha conquistado [medalha de ouro] até agora”, diz.

A olimpíada ocorreu na República Checa e na Eslováquia, e os estudantes retornaram ao Brasil no último domingo (29). Após três anos cumprindo as etapas do processo de seleção, Ivna foi uma das escolhidas para competir pelo Brasil e trouxe, junto com outros três brasileiros: Vinícius Armelin, João Victor Pimentel e Orisvaldo Salviano, medalhas de ouro, prata e bronze para o país.

Desde os 11 anos, a estudante se prepara para competir em olimpíadas. Já passou por competições de matemática, informática, física e robótica, e conquistou medalhas em todas elas. Nas maratonas cearense, brasileira e iberoamericana de química também foi ouro.

A inspiração da adolescente é a avó, ex-professora de matemática, que a ensinava nos primeiros anos de preparação para as provas de exatas.

Nenhum comentário: