TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

quarta-feira, 1 de agosto de 2018

Motorista é denunciado por homicídio doloso em Fortaleza

O motorista do caminhão que causou as diversas colisões, na noite de segunda-feira (30), na Avenida Osório de Paiva, e causou a morte de dois motociclistas, foi autuado por homicídio doloso. Fabiano Queiroz da Silva, de 35 anos, teria sintomas de embriaguez e assumiu que ingeriu cachaça minutos instantes antes da ocorrência.

Ao todo, 19 veículos se envolveram no engavetamento provocado pelo impacto do caminhão, que transportava ferragens. Instantes após o ocorrido, populares chegaram a tentar linchar Fabiano Queiroz da Silva. Ferido, ele foi encaminhado, sob escolta policial, ao Instituto Doutor José Frota (IJF), no Centro.

Além das duas vítimas que sofreram lesões fatais, identificadas como Débora da Silva Pinheiro, de 32 anos; e José Francisco Viana Lopes, 62, pelo menos mais seis pessoas ficaram feridas e precisaram ser hospitalizadas. Dentre elas, estão uma gestante e uma criança de cinco anos.

A maioria dos feridos foram levados ao IJF, no entanto apenas dois permanecem internados, e nenhum corre risco de morte. Um deles é o condutor do caminhão, que está em observação médica; o outro é um motociclista, que sofreu uma lesão no joelho direito, e teve de ser submetido a uma cirurgia.

A assessoria do hospital informou que outros quatro pacientes, três homens e uma mulher, também socorridos ao Instituto, localizado no Centro de Fortaleza, devido às colisões na Avenida Osório de Paiva, foram atendidos e receberam alta médica.

A reportagem recebeu a informação de que uma outra motociclista está internada em um hospital particular, se recuperando de uma lesão na perna.

Investigação

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que o caso deve ser investigado pelo 27ºDP (João XXIII). Conforme a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), de 1º de janeiro a 22 de julho deste ano, foram feitas 38.081 abordagens com base na Lei Seca, na Capital. Destas, 23 resultaram positivas para embriaguez e 547 condutores se recusaram a assoprar o etilômetro.

Diário do Nordeste

Nenhum comentário: