TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

sexta-feira, 31 de agosto de 2018

Ciro Gomes diz que terceirizar atividade-fim é 'praticamente uma volta à escravidão'

O candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, criticou nesta sexta-feira (31) a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a constitucionalidade da terceirização de atividade-fim e disse que a medida é "praticamente uma volta à escravidão” e que "já, já o Brasil vai revogar a Lei Áurea".

Como parte da sua agenda de campanha, o presidenciável se reuniu com sindicalistas em Lages (SC). Ele deu a declaração ao visitar a Casa do Trabalhador, que abriga 12 sindicatos de três centrais sindicais.

"Nenhum país do mundo cresce ou se sustenta economicamente introduzindo no mundo do trabalho insegurança jurídica e insegurança econômica. Terceirização de atividades-fim é praticamente uma volta à escravidão", afirmou.

E ironizou: "Se nós não interrompermos, pararmos esse movimento, o Brasil vai já, já revogar a Lei Áurea e restaurar a escravidão'.

Decisão do STF
Na quinta-feira (30), o plenário da Suprema Corte decidiu, por 7 votos a 4, que é constitucional o emprego de terceirizados na atividades-fim das empresas.

Isso já era permitido desde o ano passado, quando o presidente Michel Temer sancionou a lei da reforma trabalhista, que permite a terceirização tanto das chamadas atividades-meio (serviços de limpeza e segurança em uma empresa de informática, por exemplo) quanto das atividades-fim.

No entanto, havia um impasse em relação a 4 mil ações anteriores à lei da reforma trabalhista que questionavam entendimento do Tribunal Superior do Trabalho (TST), em vigor desde 2011, segundo o qual era proibido terceirizar a atividade-fim. Agora, essas ações, que tramitam em várias instâncias da Justiça, deverão ter resultado definitivo favorável às empresas.

Nenhum comentário: