TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

quarta-feira, 22 de agosto de 2018

Acusado de matar vereador em Catarina (CE) será julgado no próximo dia 28 de agosto

Resultado de imagem para Francisco Maikel Vasconcelos, catarina
A Justiça marcou para o dia 28 de agosto, no Fórum de Catarina (CE), sob a presidência do juiz Francisco Hilton Domingos de Luna Filho, o julgamento do réu Francisco Maikel Vasconcelos, principal acusado de ter assinado no dia 14 de abril de 2016, o vereador Antonio Chagas de Oliveira, mais conhecido como Valmir do Monte Alegre, 48 anos, morador de Catarina (CE). 

Na época, uma discussão banal entre o parlamentar e o acusado teria motivado o homicídio. Francisco Maikel Vasconcelos era cabo eleitoral do vereador. 

Relembre matéria publicada no dia do crime:

Um vereador do município de Catarina, a 400 quilômetros de Fortaleza, foi assassinado na madrugada desta quinta-feira (14) em um bar com cinco tiros. Antonio Chagas de Oliveira, mais conhecido como Valmir do Monte Alegre, 48 anos, ex-presidente da Câmara dos Vereadores, morreu após discutir com um cabo eleitoral, conforme informações de testemunhas repassadas à polícia. O suspeito está foragido.

O crime aconteceu por volta de meia-noite em um bar localizado na Praça Caboclinho, no Centro da cidade, segundo o soldado Isac Lima, do 13º Batalhão de Tauá. De acordo com as primeira informações, a vítima discutiu com o autor dos disparos, que, segundo a polícia, é Myke Evangelista Vasconcelos.

"Ele era amigo e cabo eleitoral do vereador. Testemunhas disseram que eles estavam bebendo juntos, houve uma discussão política, se desentenderam e trocaram empurrões. O suspeito foi ao veículo e teria efetuado quatro disparos, sendo que três atingiram o vereador", informou o soldado.

Os disparos acertaram a vítima no braço, abdômen e em cima do peito, atingindo o coração. Ele foi socorrido por populares ao Hospital Municipal de Catarina, mas já chegou à unidade sem vida. O corpo de Valmir foi conduzido pelo rabecão para o IML de Tauá.

A Polícia Militar de Catarina faz buscas pelos suspeitos suspeito. Ele teria fugido do local no veículo próprio, mas nesta manhã a informação colhida pelos policiais era de que ele teria deixado o carro na casa de uma irmã e fugido em uma moto sem placas.

Nenhum comentário: