TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

terça-feira, 10 de julho de 2018

Com vitória magra, França bate Bélgica e está na final

Em uma partida difícil, a França derrotou a Bélgica por 1 a 0, na semifinal da Copa do Mundo da Rússia, nesta terça-feira (10), em São Petersburgo, disputará sua terceira final mundial e tentará o bicampeonato. Em 1998 ficou com o título ao derrotar o Brasil por 3 a 0. Já em 2006 perdeu para a Itália na disputa de pênaltis.

O técnico Didier Deschamps terá a possibilidade de se igualar a Zagallo e Beckenbauer, únicos que foram campeões como jogador depois como técnico.

O adversário na final sairá do confronto entre Inglaterra e Croácia, que acontece nesta quarta-feira (11), em Moscou.

Já a Bélgica, algoz da Seleção Brasileira na Rússia, terá que se contentar com a disputa do 3º lugar, que acontece no sábado.

Com sistemas ofensivos bem definidos e jogadores com técnica apurada, as equipes prometiam duelo tático de alto nível e já nos primeiros movimentos da partida, a França tentou surpreender com a velocidade de Mbappé, que disparou para o ataque, cruzou para Grizemann, mas a zaga belga barrou a investida.

Apesar do bom início dos franceses, a Bélgica não demorou para controlar um pouco mais a partida e começar a construir boas jogadas, principalmente pelos pés de Hazard. O meio-campista procurou encontrar espaços na defesa francesa.

Mas foi na bola parada que os belgas quase chegaram ao gol. Depois do escanteio, a bola sobrou para Alderweireld, que chutou e o goleiro Lloris fez grande defesa.

A França voltou a equilibrar a partida ainda no final do 1º tempo, mas parou no goleiro Courtouis, que defendeu com o pé chute cruzado do lateral Pavard.

Gol de zagueiro
Logo no começo do segunda etapa, a França achou o caminho do gol em lance de bola parada. Griezmann cobrou escanteio no primeiro pau, Umtiti se antecipou a Fellaini e mandou de cabeça para o fundo das redes dos belgas.

A Bélgica tentou assimilar o gol rapidamente para tentar, no mínino, ir em busca do empate. Nesta Copa, os belgas só ficaram atrás contra o Japão nas oitavas de final, quando levaram 2 a 0, mas conseguiram a virada e a classificação.

Mas foi a França que quase ampliou. Depois do passe de espetacular de letra de Mbappé, Giroud ficou na cara do gol, e na hora do chute foi travado pela defesa dos belgas.

O técnico Roberto Martinez resolveu mexer na seleção da Bélgica e colocou o atacante Mertens no lugar de Dembele para ter mais uma opção. Porém foi Fellaini, que levou perigo em cabeceio ao lado do gol francês.

Nenhum comentário: