TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

sexta-feira, 29 de junho de 2018

XX Ceará Junino 2018 divulga quadrilhas selecionadas


Os incentivos pretendem contribuir para a ampliação e o fortalecimento das políticas de patrimônio imaterial no Estado.
A Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) divulga a lista de quadrilhas juninas selecionadas no XX Ceará Junino 2018, que farão parte dos Festivais Regionais de Quadrilhas Juninas de Fortaleza. Os horários e datas das quadrilhas juninas foram sorteados, com uma iniciativa de apoio da Federação das Quadrilhas Juninas do Ceará (Fequajuce), Federação Dos Eventos Juninos e Culturais do Estado do Ceara (Fejuc) e União Junina do Ceará. Confira aqui.

O São João já está acontecendo em todo o Ceará. Os Festivais Regionais de Quadrilhas Juninas integram o XX Ceará Junino 2018 e constituem as disputas das etapas regionais do Campeonato Estadual do Ceará Junino 2018. 

As atividades tiveram início no último dia 21 de junho, em Maracanaú, e seguem até o dia 14 de julho, em Amontada, passando por Fortaleza, Quixadá, Campos Sales, Iguatu, Cariré, Tarrafas, Ipu, Russas, Crateús, Cascavel, Granja e Alto Santo, totalizando 18 etapas. 

Os vencedores das etapas regionais disputarão o XV Campeonato Estadual Festejo Ceará Junino, a ser realizado entre os dias 19 e 22 de julho de 2018, em Fortaleza, pelo Governo do Estado do Ceará, através da Secretaria da Cultura do Estado, com apoio cultural da Comissão Cearense de Folclore e do Fórum de Cultura Popular Tradicional e produção do Instituto Assum Preto.

Esta grande celebração da cultura popular festeja a diversidade e a riqueza cultural do Ceará, um dos estados do nordeste em que o movimento junino tem mais força. Os festejos juninos movimentam a economia nos municípios e mobilizam a população, contribuindo para a geração de emprego e renda, assim como para o fortalecimento da nossa identidade, para a continuidade da tradição e para que novas gerações se somem nessa manifestação.

Todos os Festivais Regionais que ocorrem neste período foram selecionados através do XX Edital Ceará Junino 2018, previsto na legislação estadual como ferramenta da política cultural do Estado, contribuindo para valorizar as manifestações tradicionais da sociedade e para democratizar o acesso da população aos bens e serviços artísticos e culturais. Para este vigésimo Edital Ceará Junino, a Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) está investindo um total de R$ 2.915.800,00, em 138 projetos apoiados em todas as regiões do Estado nas categorias Quadrilhas Juninas Adultas, Quadrilhas Infantis, Quadrilhas Juninas da Diversidade, Festival Regional de Quadrilhas Juninas e Campeonato Estadual Festejo Ceará Junino, que encerra o ciclo junino de 2018. 

Os incentivos pretendem contribuir para a ampliação e o fortalecimento das políticas de patrimônio imaterial no Estado; reconhecer, valorizar e promover os saberes e fazeres tradicionais da cultura cearense; incentivar e difundir os processos da produção, difusão, formação e fruição das manifestações culturais populares dos festejos juninos; e fortalecer as manifestações do ciclo junino no circuito cultural e turístico do Ceará.

20 anos de valorização do Ciclo Junino Cearense

A realização dos Festejos Regionais no período que antecede o Campeonato Estadual Festejo Ceará Junino reforça as diretrizes do governo do Estado de descentralização e democratização do acesso aos bens e ações culturais, de afirmação da cultura cearense e de valorização das tradições populares. 

Além disso, é um marco importante na histórica e economia cearense. "Em 2018 celebramos duas décadas de uma construção entre o Estado e a Sociedade Civil, na perspectiva do fortalecimento, da promoção e da valorização do Ciclo Junino no Ceará. Temos trabalhado para que estes festejos simbolizem uma política de reconhecimento e de promoção do patrimônio imaterial cearense, que é muito potente no Ceará, no Nordeste e no Brasil", ressalta a secretária Adjunta da Cultura, Suzete Nunes, ao destacar ainda a dimensão social, do ponto de vista do reconhecimento e do fortalecimento de identidade do que é "ser cearense e ser nordestino", e também a potência econômica da atividade, no conjunto de pessoas que representa, em toda a sua diversidade de linguagens artísticas, confluindo numa manifestação de extrema importância para o Estado.

Fonte: Assessoria da Secult

Nenhum comentário: