TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

sexta-feira, 1 de junho de 2018

Neste domingo haverá eleições suplementares para prefeitos em 4 municípios do Ceará; Umari, no Centro-Sul, é um deles

No próximo domingo, 3 de junho, os eleitores de Frecheirinha, Santana do Cariri, Tianguá e Umari voltarão às urnas para eleger o prefeito e o vice-prefeito, em eleições suplementares, decorrentes de decisões do Pleno do TRE e do TSE.

De acordo com os dados do sistema de candidaturas, disputam os cargos de prefeito e vice-prefeito, respectivamente, pela ordem dos números dos candidatos e coligações:

Umari:

Ana Paula Araujo Viana Alencar e Francisco Bruno de Freitas Barros (Coligação “Determinação e compromisso com o Povo”) / Mirineide Pinheiro Moura e Alex Sandro Rufino Ferreira (Coligação “Umari, Juntos Para Servir”).

Umari tem 6287 eleitores e foram definidos pelo TRE, 11 locais de votação e 25 seções. É o menor colégio eleitoral dos quatro onde haverá eleição suplementar neste domingo.

– Frecheirinha: Silvia Lucia Sousa Aguiar Araujo e Claudio Fernandes Aguiar (Coligação “Frecheirinha não Pode Parar”) / Helton Luis Aguiar Junior e Francisco Mesquita Portela (Coligação “Justiça e Paz”);

– Santana do Cariri: Vicente Brilhante e Mauricio Matos (Coligação “Juntos Abraçamos Santana; Não Podemos Parar”)/ Pedro Henrique Correia Lopes e Maristela Sampaio (Coligação “Unidos pelo Povo”);

– Tianguá: José Jaydson Saraiva De Aguiar e Mardes Ramos de Oliveira (Coligação “Gente em primeiro lugar”)/ José Cardoso Terceiro e João Antonio Bevilaqua Alves (Partido Ecológico Nacional)/ Luiz Menezes de Lima e Aroldo Cardoso Portela (Coligação “O Trabalho vai continuar”);

A apuração/totalização das eleições suplementares ocorrerão nos cartórios eleitorais das sedes das zonas, a partir das 17 horas de domingo.

Eleições 2016: vitória por 4 votos

Dois candidatos disputaram a eleição municipal em outubro de 2016, que foi muito acirrada: Alexandre, pelo PT, obteve 2525 votos; e Mirineide Moura (PSD), que tentativa a reeleição e obteve 2521 votos. A diferença foi de apenas 4 votos.

Em fevereiro passado, o prefeito Alexandre Barros Neto e a vice-prefeita, Laura Lustosa Ribeiro, foram definitivamente cassados pelo TRE. Os dois foram acusados de captação ilícita de sufrágio.

Diário Centro Sul
jornalista Honório Barbosa

Nenhum comentário: