TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

sexta-feira, 27 de abril de 2018

Sonho vivo! Vasco sai atrás, mas busca o empate com o Racing no Rio

Em São Januário na noite desta quinta-fera, o Vasco recebeu o Racing, da Argentina, em mais um jogo pela Conmebol Libertadores. O time comandado por Zé Ricardo precisava da vitória, saiu atrás, mas conseguiu o empate em 1 a 1 no fim. O cenário não foi o dos melhores, mas mantém vivo o sonho do Cruz-Maltino. 

Faltando seis pontos a serem disputados, o Vasco está com dois em último, o Cruzeiro e a Universidad de Chile com cinco e o Racing com oito. COM OTIMISMO A quarta rodada do grupo 5 foi disputada nesta quinta. Primeiro entraram em campo Cruzeiro e Universidad de Chile, goleada brasileira por 7 a 0. O resultado foi favorável ao Vasco, que foi em sua partida com otimismo para embolar a classificação. Uma vitória faria o clube chegar a quatro pontos, com Cruzeiro e La U empatados com cinco e Racing na liderança com sete. EQUILÍBRIO ATÉ... Com a bola rolando, Vasco e Racing disputaram um jogo equilibrado. Rildo aos cinco tentou de bicicleta, mas foi para fora sem perigo. Aos 25, Yago Pikachu cobrou falta e Musso saiu bem para defender. 

O Racing também chegava ao gol de Martin Silva, mas não tinha sorte na finalização. Até que aos 31, Centurión puxa contra-ataque da dafesa, Lautaro Martínez recebe na área, Martin Silva defende e dá rebote. Na segunda chance, Lautaro converteu: 1 a 0. CONFUSÃO A partida foi paralisada no fim do primeiro tempo por cerca de cinco minutos por conta de confusão na área destinada aos torcedores do Racing. 

Jogadores da equipe argentina foram até o local para tentar acalmar os ânimos de sua torcida. Os vascaínos em São Januário vaiaram a briga no setor de visitantes. PRESSÃO E EXPULSÃO O Racing voltou para o segundo tempo pressionando para ampliar o placar. Aos sete, Pikachu salvou finalização de Lisandro López. Aos nove, o próprio Pikachu cobrou falta para o Vasco, Soto ao invés de afastar mandou para o seu gol e a bola tirou tinta da trave. 

No minuto seguinte, porém, balde de água fria nos vascaínos: Leandro Desábato recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. EMPATE E QUASE VIRADA Com um a menos, o Vasco foi no sangue na busca do resultado. E depois de muito pressionar na base do apoio dos quase 10 mil torcedores presentes em São Januário conseguiu o gol de empate aos 35 com Wagner em sobra de Musso. O Cruz-Maltino até tentou a virada, mas não conseguiu. Empate não foi o melhor placar para o Vasco, mas mantém vivo o sonho de ir às oitavas de final.

Gazeta 

Nenhum comentário: