TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

sexta-feira, 6 de abril de 2018

Sindicalistas e servidores de Iguatu promovem manifestação contra prisão de Lula

Cerca de 300 pessoas – servidores públicos federais, municipais, sindicalistas, professores e trabalhadores urbanos – participaram no fim da tarde e início da noite desta sexta-feira, 6, do ato contra a prisão do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, na Praça Gonçalves de Carvalho (Caixa Econômica) no Centro da cidade de Iguatu.

Dezenas de manifestantes se pronunciaram alegando ilegalidade da prisão, do processo que condenou o ex-presidente, da pressa do juiz Sérgio Moro, da ruptura democrática no País e do golpe contra a ex-presidente Dilma Rousseff. “Lula sofre perseguição política”, disse o representante da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Claudemir Brito. “Depois do golpe parlamentar o Brasil sofre um retrocesso, e Lula é vítima de uma grande injustiça”.
Ações governamentais de Lula na presidência do Brasil foram lembradas, tais como, investimentos em Educação e o combate à desigualdade social. “Lula vai ser preso nos braços do povo, na consciência dos trabalhadores”, disse a vereadora, Cida Albuquerque. “O Brasil sofre um ataque à democracia, às suas riquezas e instituições”.

Os manifestantes disseram acreditar que a luta em defesa da democracia e do ex-presidente Lula iria permanecer nos próximos dias. O professor Luís Oliveira disse que há um problema maior, que vai além da prisão de Lula, que é o ataque à democracia no Brasil. O ato público foi pacífico.

DN Centro Sul
jornalista Honório Barbosa

Nenhum comentário: