TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

quinta-feira, 12 de abril de 2018

Palmeiras fatura R$ 4,4 milhões, bate recorde na Libertadores e tem 3ª maior renda do Allianz Parque

O Palmeiras deixou o Allianz Parque com um gosto amargo depois de sofrer o empate em 1 a 1 com o Boca Juniors já nos acréscimos nesta quarta-feira. Financeiramente, contudo, o clube só teve motivos para comemorar, com uma arrecadação recorde em jogos da Copa Libertadores.

Em sua segunda partida pelo torneio sul-americano em 2018, a equipe alviverde registrou renda de exatos R$ 4.426.402,50, valor que só foi superado duas vezes na história do estádio inaugurado em 2014 em partidas do clube – os jogos da seleção brasileira são exceções.

Considerando apenas partidas da Libertadores, a renda de R$ 4,4 milhões passa a ser o recorde palmeirense, superando os R$ 3.343.320,49 milhões registrados na eliminação nos pênaltis para o Barcelona, do Equador, nas oitavas de final da edição de 2017.

Apenas outras cinco vezes no Allianz Parque o Palmeiras ultrapassou a barreira de R$ 4 milhões de arrecadação. Uma é o recorde do estádio, a final da Copa do Brasil de 2015, que rendeu R$ 5,3 milhões; e outra é justamente sua inauguração: R$ 4,9 milhões contra o Sport.

Os outros jogos que superaram a barreira, mas ficaram abaixo da renda do duelo contra o Boca, foram: a final do Paulista de 2015, com R$ 4,18 milhões contra o Santos; a partida do título do Brasileiro de 2016, com R$ 4,17 milhões diante da Chapecoense; e a decisão do último domingo contra o Corinthians, R$ 4,01 milhões.

O faturamento desta quarta foi obtido com 37.192 pagantes no estádio, o que não é, por exemplo, o recorde registrado em compromissos de Libertadores. Contudo, o alto preço dos ingressos, que variaram de R$ 180 a R$ 400 em valores cheios, turbinam a arrecadação.

O ingresso mais barato para ver tanto Palmeiras x Boca, quanto o jogo contra o Alianza Lima-PER, válido pela segunda rodada da fase de grupos, no setor Gol Norte, saia por R$ 180 (R$ 90 a meia-entrada). Em seguida, vinham entradas de R$ 200, R$ 220, R$ 260, R$ 350 até as mais caras, de R$ 400, na Central Oeste.

Enquanto isso, para comparação, a decisão do Estadual, contra o Corinthians, tinha ingressos a partir de R$ 120 (R$ 60 a meia) também no Gol Norte. O mais caro, na Central Oeste, saía por R$ 300.

Já há um ano, quando o Palmeiras fez seu primeiro jogo em casa no Allianz Parque na Libertadores, contra o Jorge Wilstermann-BOL, os ingressos no setor mais barato saiam por R$ 90 (R$ 45 a meia), metade do que nesta terça; enquanto, no mais elevado, R$ 200.

Em 2017, inclusive, o Palmeiras só arrecadou mais de R$ 3 milhões nas oitavas de final e teve rendas entre R$ 2,5 milhões e R$ 2,7 milhões na primeira fase. Em todos os compromissos, contudo, teve público superior ao registrado contra o Boca – 37.418 em uma partida e em todas as outras três acima de 38 mil.

Na história do Allianz Parque, a maior renda já registrada, que é recorde também no futebol do Brasil, foi de R$ 15,1 milhões em Brasil x Chile pelas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018. Em seguida, vem o amistoso Brasil x México, em 2015, com R$ 6,7 milhões.

Espn 

Nenhum comentário: