TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

sábado, 14 de abril de 2018

Com Vinícius Júnior como titular, Flamengo enfrenta o Vitória

O Flamengo inicia hoje a caminhada no Campeonato Brasileiro 2018 sem uma de suas principais peças: o meia-atacante Éverton, que está de malas prontas para o São Paulo. Na ausência dele, quem ganha espaço para atuar pelo flanco esquerdo do ataque é o jovem Vinicius Júnior, que deve ser o titular do técnico Mauricio Barbieri contra o Vitória, às 19h, no Barradão.

— Cada treinador tem sua característica, sua forma de trabalhar. Ele explica muito bem, tem muita tranquilidade. A gente pode falar mais de perto do Maurício, porque tivemos duas semanas de trabalho com ele — disse o goleiro Diego Alves (apenas quatro anos mais jovem do que o técnico), em entrevista coletiva, ontem, no Ninho do Urubu.

— Ele é muito estudioso, gosta de trabalhos intensos, pressão, compactação. A primeira impressão é de um cara seguro do que está fazendo. Inteligente, jovem, que também quer conquistar seus objetivos — acrescentou o goleiro.

O esquema tático utilizado por Barbieri é parecido com o de Paulo César Carpegiani, demitido recentemente, com apenas um volante (Cuéllar) e três atacantes (Éverton Ribeiro, Vinícius Júnior e Henrique Dourado).

O martelo pela saída de Éverton ainda não foi batido, mas sua saída para o São Paulo é iminente. O jogador acertou as bases salariais com o clube paulista (receberá R$ 500 mil mensais em um contrato de três anos, mais luvas). O tricolor paulista pagará a multa rescisória do jogador, de €4 milhões de euros (cerca de R$ 16,7 milhões), e o Flamengo ficará com 50% do valor. O anúncio oficial deve ser feito em breve.

Fatos e versões

Flamengo e Éverton têm versões diferentes sobre valorização e saída. O clube alega que tentou manter o jogador: no ano passado, renovou seu contrato até dezembro de 2019. O salário subiu de R$ 250 mil mensais para quase R$ 400 mil. O Fla afirmou que tentou renovar novamente o contrato em janeiro deste ano, desta vez, até 2020, com salário de cerca de R$ 550 mil por mês, até maior do que ele receberá agora no São Paulo. Éverton, no entanto, não quis conversa. O staff do jogador, por sua vez, diz que o Flamengo só chegou com a proposta de renovação agora e igualou o salário oferecido pelo São Paulo, mas sem luvas. Éverton já queria uma valorização desde o início do ano, mas, segundo ele, foi o Flamengo que rejeitou.

Agora seduzido pelo valor das luvas que ele e o empresário, Carlos Leite, vão receber, o ponta-esquerda quer sair. Nem mesmo a campanha da torcida do Flamengo na internet, o “Fica, Everton!”, foi capaz de convencê-lo. Com a camisa rubro-negra, Éverton disputou 265 partidas e esteve no time campeão brasileiro de 2009. Na ocasião, foi vendido ao Tigres, do México, voltando mais tarde ao Botafogo e passando pelo Suwon Bluewings, da Coreia do Sul, e pelo Atlético-PR antes de voltar ao time carioca, em 2014.

A provável saída pegou o elenco do Flamengo de surpresa.

— Eu, particularmente, não sabia — afirmou Diego Alves na coletiva, antes de ressaltar a importância do meia no time. — É um jogador de extrema importância, um jogador que todos conhecem há muito tempo, que tem a confiança de todo o grupo. Lógico que as questões pessoais são decididas entre ele e a diretoria. A gente prefere não se intrometer nesse ponto. O que posso falar do Éverton é no que diz respeito ao nosso time, o quanto ele é importante.

Éverton era titular absoluto do Flamengo e um dos destaques há algumas temporadas. Em sua segunda passagem pelo clube, conquistou dois títulos, os Cariocas de 2014, sobre o Vasco, e de 2017, sobre o Fluminense.

O Flamengo não deve ir ao mercado atrás de um jogador para a posição. O clube considera ter atletas de bom nível para a função, como Vinícius Júnior e o colombiano Marlos Moreno.

Finalmente titular, o jovem de 17 anos é um dos destaques do Flamengo na temporada, com seis gols em 14 jogos. A média supera, inclusive, a de Éverton, que marcou apenas três vezes em 11 partidas.

Já vendido ao Real Madrid, Vinícius, ao que tudo indica, disputará o seu segundo e último Brasileiro pelo Flamengo. É a chance de mostrar que já é realidade e cair de vez nas graças da torcida.

VITÓRIA X FLAMENGO

Vitória: Fernando Miguel, Rodrigo Andrade, Kanu, Ramon e Pedro Botelho; Willian Farias, Uillian Correia, Yago e Baumjohann; Rhayner e Denílson.

Flamengo: Diego Alves, Rodinei, Réver, Juan e Renê; Cuéllar, Paquetá e Diego; Vinicius Júnior, Éverton Ribeiro e Henrique Dourado.

Juiz: Wagner Reway (MT).

Local: Barradão (ES).

Horário: 19h.

Transmissão: Premiere e Rádios Globo/CBN.

O Globo

Nenhum comentário: