TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

segunda-feira, 16 de abril de 2018

Buscando encerrar sequência sem vitórias, São Paulo enfrenta o Paraná

O São Paulo irá começar a disputa do Campeonato Brasileiro Série A de 2018 nesta segunda-feira, às 20 horas (de Brasília). O Tricolor irá receber o Paraná no Morumbi na tentativa de encerrar uma sequência de três jogos sem vencer (empate com Rosario Central e derrotas para Atlético-PR e Corinthians). Esta será a primeira vez que o clube paulista será mandante na primeira rodada do Brasileirão desde 2015.

Apesar de vir de uma sequência de resultados negativos, o São Paulo tem um bom histórico contra o time paranaense. Os últimos oito jogos terminaram com um empate ou uma vitória para o time do Morumbi, sendo cinco triunfos e três derrotas. O último duelo entre os dois times foi em 2007.

Depois de viver uma sequência de confrontos eliminatórios, o treinador Diego Aguirre terá sua primeira partida de pontos corridos como comandante do elenco são-paulino. Apesar disso, o zagueiro Arboleda pretende abordar todos os jogos até o fim da temporada com uma final.

“Para um time como o São Paulo, acho que todo jogo tem que ser igual. Entrar com força, entrar com vontade de ganhar e isso está é a mentalidade de cada um dos meus companheiros. Todo jogo para nós é uma final. Os últimos jogos foram de mata-mata, agora começa o Brasileirão. O primeiro jogo é o mais importante agora. É tratar de conseguir os primeiros três pontos”, disse o equatoriano.

Já o jovem Liziero se disse nervoso pela estreia no Brasileirão. Entretanto ele também quer manter a mentalidade de jogo de mata-mata até porque o Tricolor irá encarar o Atlético-PR no jogo de volta da quarta fase da Copa do Brasil na próxima quinta-feira.

“A estreia de campeonato sempre dá um nervoso, mas vamos jogar para vencer”, declarou. “Acho que não tem que mudar a mentalidade porque na quinta já tem outro jogo de mata-mata. Então a gente tem que entrar nesse jogo como se fosse o último”.

O meio-campista também acha que a demonstração de força dada contra o Rosario Central, quando o time do Morumbi atuou com um a menos por mais de um tempo, irá ajudar no duelo contra o Paraná. “Com certeza. Jogamos a maior parte do jogo com um a menos e mostramos que todos se doaram e jogaram pelo outro. Se mantivermos isso acho que vai ajudar muito”.

O principal desfalque do São Paulo para o jogo desta segunda-feira é o lateral-esquerdo Reinaldo, que sofreu estiramento na coxa direita. Com isso, Edimar ou Júnior Tavares podem ganhar a vaga. Outra possibilidade é Liziero jogar improvisado, o que aconteceu contra os Canallas (Canalhas em espanhol) pela Copa Sul-Americana. Além disso, Diego Souza não treinou no sábado e a assessoria informou que ele está com uma amigdalite.

Já Paraná Clube, que volta à Série A depois de 10 anos de agonia, promete entrar na competição para não brigar contra a zona de rebaixamento após se reforçar em quase todos os setores depois da campanha irregular no Campeonato Paranaense. A principal aposta, entretanto, está no banco de reservas. O técnico Rogério Micale chegou no meio do estadual e conseguiu dar uma cara ao time, elevando a expectativa do torcedor.

Para a estreia, o treinador paranista faz mistério em relação à escalação. Da equipe que fechou a participação no Paranaense, o goleiro Richard, os laterais Alemão e Mansur, o volante Wesley Dias e o meia Carlos Eduardo devem formar a base principal. Das novidades, o meia Caio Henrique e os atacantes Raphael Alemão e Silvinho já treinaram entre os titulares e deem apare no time.

Micale confirmou a estratégia de segurar a escalação para não dar armas aos adversários, mas sabe que o time precisa mesmo é mostrar futebol em campo. “Ainda não vamos abrir muito. Vamos tirar certo proveito que o São Paulo ainda não nos viu jogar, mas é claro que não ganha jogo. A informação hoje em dia é muito importante. A diretoria nos proporcionou alguns reforços que achamos importante e minha expectativa é que todos rendam o melhor”, concluiu.

Gazeta Esportiva 

Nenhum comentário: