TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

sexta-feira, 2 de março de 2018

Helicóptero usado na execução de líderes do PCC é apreendido

O helicóptero utilizado no duplo assassinato dos líderes da facção paulista Primeiro Comando da Capital (PCC) foi apreendido. A aeronave foi localizada na tarde de ontem, em São Paulo, horas depois que os policiais civis do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) revistarem o apartamento do piloto Felipe Ramos Morais, 31, localizado no mesmo condomínio do tríplex atribuído ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
Conforme a Polícia Civil de São Paulo, a aeronave foi utilizada para transportar Rogério Jeremias de Simone, o 'Gegê do Mangue', e Fabiano Alves de Souza, o 'Paca' até uma emboscada. 'Gegê e 'Paca' eram integrantes da cúpula da organização criminosa, estavam liberdade e residindo no Ceará.

O helicóptero vermelho, que pousou duas vezes em Aquiraz e foi visto por moradores da reserva indígena onde os corpos dos criminosos foram encontrados há duas semanas, foi localizado em uma área de mata em Fernandópolis, Interior de São Paulo. A Polícia afirmou ter levado a aeronave até a Capital do Estado sob escola de um helicóptero da Segurança Pública.

Barco
Um outro helicóptero e duas lanchas também foram localizados pelos policiais do Deic. A aeronave de cor preta, que era utilizada pelo suspeito, foi achada em um hangar do ABC paulista. Já as lanchas estavam nas marinas de Guarujá e Santos. O Deic divulgou que as embarcações pertencentes a Felipe Morais são nomeadas como 'Sem Futuro' e 'Só Emoções'.

Em nota, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS-CE) informou que a partir da informação acerca da apreensão da aeronave utilizada na morte múltipla, a Polícia Civil do Ceará solicitou de imediato o apoio da Polícia Civil do Estado de São Paulo para recolher e guardar o helicóptero.

Buscas

Além dos luxuosos veículos, o piloto residia em um apartamento de valor milionário. Conforme a Polícia Civil paulista, há dois dias, o imóvel alugado pelo foragido foi revistado. A residência está localizada na orla da Praia das Astúrias, no Edifício Solaris, onde Lula teria imóvel.

O delegado Ítalo Zaccaro Neto, titular da 2ª Delegacia da Divisão de Investigações sobre Crimes contra o Patrimônio, do Deic, informou que, quando visitado, não havia ninguém no apartamento alugado. Ítalo Zaccaro confirmou ao Diário do Nordeste que a Polícia do Ceará foi informada oficialmente a respeito das diligências realizadas nos últimos dias e vem trabalhando em conjunto. Na tarde de ontem, a reportagem entrou em contato com a defesa do piloto, mas as ligações não foram atendidas pelos advogados.

Reincidente

Felipe Ramos Morais é um dos seis suspeitos com prisões decretadas pela 1ª Vara da Comarca de Aquiraz. O piloto tem antecedentes criminais e, em 2012, já havia sido preso em uma operação conjunta das Polícias Federal e Militar (do Ceará e Piauí).

Há seis anos, o suspeito teria tentado transportar 174,8 kg de pasta base de cocaína (avaliada em R$ 2,2 milhões), originária da Bolívia, para o Estado cearense. Morais não chegou a ser condenado por falta de provas suficientes contra ele. Além do tráfico, o piloto foi detido, pelo menos, outras quatro vezes, por pilotar aeronave sem licença e por irregularidade na aeronave ou no transporte de passageiros.

Com relação às mortes de 'Gegê do Mangue' e 'Paca', Felipe Ramos teria pilotado o helicóptero na companhia das vítimas e mais outros cinco suspeitos.

Outro passageiro que estaria a bordo desta viagem foi identificado como Wagner Ferreira da Silva, 32. Conhecido como 'Cabelo Duro', Silva foi morto a tiros de fuzil, na noite do último dia 22, em frente a um hotel na zona leste de São Paulo. A execução aconteceu depois que 'Cabelo Duro' foi citado em um bilhete recolhido na Penitenciária 2 de Presidente Venceslau, em São Paulo, contando que o braço direito de Marco Willians Herbas Camacho, o 'Marcola', foi responsável pelo duplo homicídio.

DN Online

Nenhum comentário: