TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

sábado, 9 de dezembro de 2017

MEC libera curso de Medicina: Prefeito de Iguatu Ednaldo Lavor comemora

Iguatu entra na rota do desenvolvimento, pois nunca se havia chegado tantas conquistas importantes no município como agora.

O prefeito de Iguatu, Ednaldo Lavor (PDT) informou que o município vai cumprir com todas as exigências para a criação da Faculdade. “Iguatu e região terão um imenso ganho com esta Faculdade, não apenas na saúde, mas em toda a economia diante do impacto positivo que a implantação de uma Faculdade de Medicina produz. Estou muito feliz por ter participado dessa luta, por ter dado a minha contribuição, juntamente com o deputado federal José Guimarães, nossa deputada Mirian Sobreira, o secretário de saúde Marcelo Sobreira, realizando um sonho dos iguatuenses” destacou Ednaldo.

Mais empregos, mais qualificação da saúde local – pública e privada, crescimento do setor imobiliário, fortalecimento do comércio, tudo isso faz parte da expectativa da chegada da Faculdade de Medicina à cidade.

MEC divulgou a lista dos municípios pré-selecionados

O Ministério da Educação divulgou a lista dos municípios pré-selecionados para autorização de criação de cursos de medicina por instituições privadas de educação superior. O edital de chamamento público foi publicado nesta sexta-feira, (8/12), no Diário Oficial da União (DOU) e é direcionado aos municípios que atenderam os critérios de relevância e necessidade social da oferta de cursos de medicina, segundo o Ministério da Saúde. Entre os requisitos, estão: não ser capital, não possuir cursos de medicina em seu território e estar a mais de 50 km de distância do curso de medicina mais próximo.

Ao todo, 29 municípios das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste foram contemplados e poderão criar o curso com turmas iniciais limitadas a 50 alunos por semestre.

O próximo passo

O próximo passo é a adesão do município convocado. Cada cidade que aderir se compromete a oferecer a estrutura de equipamentos públicos, cenários de atenção à rede e programas de saúde necessários para a autorização da criação dos cursos. Até março do ano que vem, uma comitiva da Seres vai visitar e conferir de perto as estruturas.

Para aderir ao processo, o município pré-selecionado deverá acessar o Sistema de Monitoramento, Execução e Controle do MEC (Simec), preencher o requerimento e enviar os documentos. A última etapa é a habilitação das mantenedoras de instituições de educação superior.

Os municípios que não obtiverem resultados satisfatórios durante as visitas da comissão serão excluídos do processo. A divulgação do resultado será feita pela página da Seres no portal do MEC e a homologação do resultado será publicada no Diário Oficial da União, com a lista final dos municípios contemplados.

Confira a lista de municípios pré-selecionados:

Cruzeiro do Sul/AC
Parintins/AM
Itacoatiara/AM
Manacapuru/AM
Bragança/PA
Abaetetuba/PA
Cametá/PA
Castanhal/PA
Ji-Paraná/RO
Itumbiara/GO
Ponta Porã/MS
Corumbá/MS
Sorriso/MT
Irecê/BA
Porto Seguro/BA
Valença/BA
Brumado/BA
Iguatu/CE
Canindé/CE
Itapipoca/CE
Quixadá/CE
Codó/MA
Santa Inês/MA
Bacabal/MA
Açailândia/MA
Arcoverde/PE
Goiana/PE
Araripina/PE
Estância/SE

Autor/Rogério Ribeiro com informações da Ebserh/Foto: Divulgação

Nenhum comentário: