Ao vivo, II Grande Vaquejada do Parque Manuel Camilo em Acopiara (CE)

domingo, 31 de dezembro de 2017

Etíope desbanca quenianos e leva a São Silvestre

Reprodução/Globo
O etíope Dawitt Admasu surpreendeu os quenianos e ficou com o título da São Silvestre pela segunda vez. Ele imprimiu um ritmo muito forte quando faltavam 3 quilômetros para o final da prova e conseguiu abrir vantagem em relação aos adversários. Na parte final, a certeza da vitória era tão grande que pouco antes de entrar na Avenida Paulista, onde fica a linha de chegada, ele abriu os braços em posição de triunfo.

A reação ocorreu porque ele sabia que a maior ameaça havia sido superada. O atleta chegou na subida da Brigadeiro Luís Antônio com a vantagem de 121 metros. A dificuldade é que ele é um corredor com origem na prova dos 5 mil metros e os adversários eram da maratona, por isso melhores de subida. Mas Admasu conseguiu controlar os concorrentes e completou a São Silvestre em 44 minutos e 17 segundos.

A prova teve uma situação inusitada com Edwin Rotich sendo derrubado pelo brasileiro Wellington Bezerra. Passado o susto, ambos seguiram na prova.

Entre as mulheres, a queniana Flomena Cheyech venceu com folga com o tempo de 50 minutos e 18 segundos. Ela adotou um ritmo muito forte que parecia não ser possível de ser sustentado, mas conseguiu e assim abriu grande vantagem em relação às concorrentes. A dianteira ocorreu um pouco depois da metade da prova e quando chegou na subida da Brigadeiro Luís Antônio tinha 200 metros de vantagem em relação a segunda colocada.

O resultado reflete a rivalidade existente nas provas de longa duração que Quênia e Etiópia dividindo os principais títulos. Os brasileiros mais bem colocados não ficaram nem no pódio.

Uol

Nenhum comentário: