TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

Chuvas fracas anunciam a pré-estação no Ceará

O açude Castanhão está com apenas 2,83% da capacidade de água, conforme o Portal Hidrológico LEITOR VIA WHATSAPP
A pré-estação de chuvas no Ceará se inicia, neste mês, com precipitações fracas, principalmente, nos sertões Central, do Cariri e dos Inhamuns. Segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), o normal é que chova, em média, 31,6 milímetros (mm) em dezembro e 98,7 mm em janeiro. Por enquanto, o órgão não tem estatísticas oficiais suficientes para avaliar os últimos dias, mas relatos de radialistas do Interior ouvidos pelo O POVO contam que a pouca água que cai alivia e dá esperança.

Expectativa cada vez mais urgente, uma vez que, depois de seis anos seguidos de estiagem, o Castanhão — o açude mais estratégico do Estado — já está praticamente seco e registra somente 2,83% da capacidade total, conforme números do Portal Hidrológico. A imagem do Castanhão quase sem água foi registrada por internautas e tem sido compartilhada várias vezes nas redes sociais.

Luiz Carlos Araújo, radialista da Rádio Uirapuru, em Itapipoca, disse que, na última sexta-feira, 15, caiu uma chuva forte, atípica, que se estendeu por duas horas e provocou alagamentos e danos às pavimentações. “A gente nem esperava. O povo fica muito otimista”, relatou. Pelo que consta no calendário das chuvas, o normal para este mês, no Município, é de precipitações em torno de 26,7 mm. Até agora, segundo o sistema, choveu 116 mm.

Francisco Ericsson, locutor da Rádio Cariri, em Barbalha, contou que “quase todo dia tá chovendo” na região. Chuva fraca, geralmente à noite e de madrugada, que soma a média de apenas 21,7 mm. “Ano passado (nesta época) não choveu quase nada”, comparou.

O POVO Online

Nenhum comentário: