TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Perillo retira candidatura e abre caminho para Alckmin assumir PSDB

O governador de Goiás, Marconi Perillo, que abriu mão da candidatura à presidência do PSDB
O governador de Goiás, Marconi Perillo, abriu mão de sua candidatura a presidente do PSDB em nome da unidade do partido em torno de Geraldo Alckmin.

O gesto ocorre após anúncio da decisão do senador cearense Tasso Jereissati, que retirou a candidatura para abrir caminho para Alckmin assumir o PSDB no ano eleitoral.

"Seria incoerente da minha parte, seria ilógico se, depois de pregar a unidade o tempo inteiro, não tivesse disposição de colaborar na busca do consenso", disse Perillo à Folha.

O governador paulista é o favorito entre tucanos para disputar a Presidência da República.

Na tarde desta segunda-feira (27), tucanos se reúnem para acertar o formato da composição da Executiva nacional do PSDB.

Na disputa com Tasso, Perillo saiu na frente na conquista de delegados e por isso deverá negociar uma saída que contemple o favoritismo de seu grupo dentro do PSDB.

O governador goiano é próximo do senador Aécio Neves (MG), afastado da presidência do PSDB desde a eclosão do escândalo da JBS, em maio.

Alckmin receberá no Palácio dos Bandeirantes Tasso e Perillo, além do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que também articula a sucessão de Aécio.

O presidente interino do PSDB, Alberto Goldman, lembrou que na convenção do partido, marcada para 9 de dezembro, outros nomes poderão postular a presidência partidária. "Nada faz crer que haverá, mas nada impede. O diretório é soberano", afirmou.

"Dessa reunião [jantar no Bandeirantes], sai um acordo, não sai o presidente."

Folha de S.Paulo

Nenhum comentário: