TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

domingo, 26 de novembro de 2017

Morre aos 79 anos, dom José Doth, bispo emérito de Iguatu

Morreu neste domingo, 26, no Hospital Público Municipal São Sebastião, na cidade de Pedra Branca, por volta das 17 horas, o bispo emérito da Diocese de Iguatu, dom José Doth de Oliveira, 79 anos. Internado desde a última quinta-feira, 23, o religioso teve o seu estado de saúde agravado neste sábado, quando apresentou pneumonia.

O bispo da diocese de Iguatu, dom Édson de Castro Homem, divulgou nota de falecimento. A diocese de Iguatu decretou lutou oficial por sete dias para que as devidas honras e despedidas sejam prestadas pela população ao bispo emérito.

Após liberação do corpo haverá missas de corpo presente na cidade de Pedra Branca, no distrito de Mineirolândia, em Mombaça e em Iguatu, onde será sepultado na Catedral de São José.

A diocese ainda não definiu a data da missa e do sepultamento em Iguatu, que deverá ocorrer nesta quarta-feira próxima.

Dom José Doth sofria de problemas decorrentes de doença degenerativa (Alzheimer). Estava sob os cuidados de parentes, em sua cidade natal, Pedra Branca.

No início deste mês, o bispo dom Édson de Castro Homem visitou dom José Doth, em Pedra Branca, e neste domingo lamentou o ocorrido.

“Foi um pastor dedicado, homem simples e um pai para mim”, disse o padre João Batista.

O primeiro bispo de Iguatu e emérito, dom Mauro Ramalho, lamentou a morte de dom José Doth e disse que ele foi um padre e bispo dedicado ao serviço da igreja.

Dom José Doth deixou como principal legado a construção da Catedral de Iguatu, dedicada a São José.

O religioso foi consagrado bispo em 1990, assumindo a função de bispo coadjutor da Diocese de Palmares. A solenidade de consagração episcopal ocorreu em Iguatu. Dois anos depois, em fevereiro de 1992, foi transferido e assumiu a função de bispo coadjutor da diocese de Iguatu.

Renúncia

Em 2000, sucedeu o primeiro bispo da diocese de Iguatu, dom José Mauro Ramalho, ficando até 2009, quando renunciou ao cargo devido a problemas de saúde. Em seu lugar, assumiu dom João Costa, que ficou no cargo até 2014, quando foi nomeado arcebispo coadjutor de Aracaju.

Em Junho de 2015, assumiu a diocese de Iguatu, dom Édson de Castro Homem, oriundo do Rio de janeiro.

DN Centro Sul
jornalista Honório Barbosa

Nenhum comentário: