TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

terça-feira, 7 de novembro de 2017

Atraso no pagamento gera reclamação de pipeiros em Acopiara; alguns já abandonaram rota

O município de Acopiara é um dos mais secos da região Centro-Sul do Ceará. Há um total de 37 rotas para distribuição de água por meio de caminhões pipa. Os condutores dos veículos (pipeiros) reclamam do atraso do pagamento pelo serviço desde agosto passado e de dificuldades operacionais.

Mediante o atraso no pagamento da Operação Pipa, coordenada pelo Exército, 16 pipeiros abandonaram o serviço e outros 15 pensam em desistir. “Se essa decisão for tomada vai paralisar o serviço no município”, observou o vereador, Dr. Vicente Júnior. “O caos na zona rural já é iminente”.

Moradores da zona rural reclamam do atraso na distribuição e de falta de água e apelam para que a Prefeitura ajude a resolver o problema. Há cerca de 15 dias, houve uma paralisação dos pipeiros em Acopiara. O gestor, Antônio Almeida, já esteve no 23º BC, no comando do Exército da Operação Pipa, em Fortaleza, com o objetivo de apresentar o problema e solicitar uma solução. “A situação é grave”, observou o parlamentar.

O agricultor José Neto, morador da localidade Lagoa de Santo Onofre, zona rural de Acopiara, reclama da escassez de água e do atraso na distribuição para as famílias. “A nossa situação é muito difícil”, disse. “Não sabemos o que fazer e precisamos da água dos caminhões”.

Diariamente, cerca de 60 caminhões pipa retiram água do Açude Trussu, em Iguatu, distante da cidade de Acopiara 40 km, sob autorização da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh). “A gente dá duas ou três viagens por dia, levando água para as comunidades que estão com sede, e o povo reclama porque a situação é cada vez pior”, disse um pipeiro que não quis se identificar por temer represália da coordenação do programa. “O nosso pagamento está atrasado há mais de três meses”.

Cogerh

O coordenador do escritório regional da Cogerh, Lauro Filho, disse que há autorização para os pipeiros de Acopiara e Jucás retirarem água no Açude Trussu. Outros municípios, Piquet Carneiro e Mombaça já solicitaram à Cogerh autorização, ou seja, licença, para a retirada de água no reservatório.

DN Centro Sul
jornalista Honório Barbosa

Nenhum comentário: