TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Prefeitura de Acopiara gasta muito em recuperação de estradas sem dá resultado

Resultado de imagem para estradas de acopiara
Os proprietários de veículos automotores que trafegam na zona rural do município de Acopiara pedem a recuperação de estradas vicinais o mais rápido possível. Eles reclamam que não aguentam mais pagar consertos dos veículos por falta de condições de tráfego. "Os carros quebram direto", denunciam.

Durante o mês de julho, o prefeito Anotnio Almeida Neto (PMDB), contratou a empresa Esquadra Construções EIRELI, por R$ 1.339.902.04 (um milhão, trezentos e trinta e nove mil, novecentos e dois reais e quatro centavos), recursos próprios, para executar serviços de recuperação das estradas.

No período de julho a setembro, conforme o Portal da Transparência, a Prefeitura de Acopiara já pagou mais de R$ 400 mil a empresa acima, porém o resultado foi pouco ou quase nada. 

Veja uma nota da Prefeitura publicada no Diário Oficial da União

Extrato do Contrato Nº 2017.07.18.01 da Tomada de Preço Nº. 2017.06.20.01, Contratante: Secretaria de Infraestrutura. Contratada: Esquadra Construções EIRELI. - Data da Assinatura do Contrato: 18 de julho de 2017. Valor Menor Preço Global do Contrato: R$ 1.339.902.04 (hum milhão, trezentos e trinta e nove mil, novecentos e dois reais e quatro centavos), cujo Objeto: contratação de empresa contratação de empresa para execução de serviços de recuperação das estradas vicinais, recomposição do revestimento primário com serviços de patrolagem com ou sem adição de materiais, de interesse do Município de Acopiara/CE, conforme projeto básico em anexo. Prazo de Execução: 12 (doze) meses. Prazo de Vigência: até 18 de julho de 2018. Origem dos Recursos: recurso Próprio. Dotação Orçamentária: 0901.26.451.0586.1.042 - 4.4.90.51.00 - Assinada pela Contratada: Paulo Franklin de Aragão Rodrigues - Assinada pela Contratante: Raimundo Teixeira Lima Neto - Cargo: Ordenador de Despesas - Acopiara/Ce, 18 de Agosto de 2017.

Nenhum comentário: