TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Janot apresenta denúncia contra Temer, cúpula do PMDB e delatores da JBS

Temer
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, apresentou nesta quinta-feira (14) ao STF (Supremo Tribunal Federal) uma segunda denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB), desta vez pelos crimes de organização criminosa e obstrução de justiça. A denúncia tem como bases principais as delações premiadas de executivos da JBS e do corretor de valores Lúcio Funaro, apontado como operador do PMDB.

Além de Temer, também são acusados de organização criminosa os ex-deputados Eduardo Cunha, Rodrigo Rocha Loures e Henrique Alves, o ex-ministro Geddel Vieira Lima e os atuais ministros Eliseu Padilha e Moreira Franco, todos do PMDB. Eles teriam recebido R$ 587 milhões em propinas. Ainda foram denunciados os executivos da JBS, Joesley Batista e Ricardo Saud, esses por obstrução de justiça.

A apresentação da denúncia é um dos últimos atos de Rodrigo Janot à frente da PGR (Procuradoria Geral da República). Ele deixará o cargo no domingo (16), e na segunda-feira será oficialmente substituído por Raquel Dodge.

No dia 1º de julho, o procurador havia afirmado que mesmo no final do mandato, continuaria ofertando denúncias se as investigações conduzidas assim exigissem. "Enquanto houver bambu, lá vai flecha", respondeu sobre durante evento sobre como pretendia atuar até 17 de setembro à frente da PGR.

Após a apresentação da denúncia, o STF deveria enviar a acusação à Câmara dos Deputados, já que um presidente da República só pode ser investigado com o aval da Casa. Mas, como o Supremo ainda não concluiu o julgamento do pedido da defesa de Temer para que a tramitação da denúncia fique suspensa até o fim da investigação sobre o acordo de delação da JBS, existe a possibilidade de que os ministros decidam aguardar a conclusão do julgamento para enviar a denúncia à Câmara. O julgamento será retomado na próxima quarta-feira (20).

Quem são os denunciados e as acusações:

Presidente Michel Temer (PMDB) - organização criminosa e obstrução de justiça
Ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB) - organização criminosa
Ex-ministro Henrique Eduardo Alves (PMDB) - organização criminosa
Ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB) - organização criminosa
Ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB) - organização criminosa
Ministro Eliseu Padilha (PMDB) - organização criminosa
Ministro Wellington Moreira Franco (PMDB) - organização criminosa
Empresário Joesley Batista – obstrução de justiça
Executivo da JBS Ricardo Saud - obstrução de justiça

Uol

Nenhum comentário: