TV Meu Xodó - A televisão de Acopiara

sábado, 9 de setembro de 2017

Artigo: Acopiara vive um tempo onde o novo tempo não é tempo novo

Não. Acopiara não vive um novo tempo! Vive o que já viveu em tempos de outrora: descaso, descumprimento, atraso...
E não é de se estranhar porque em dias atuais nada é feito, nada tem aquele "alavancar" de que tanto prometeram. Pois bem, foram só promessas... As alusões buscadas são introduções de discursos os quais, já conhecemos. e ao longo desse tempo, "tais" discursos não mudaram, não atingiram as "marcas" desejadas. Podemos dizer que são até contraditórios, já que nada tem forma, continua como sempre esteve, ao léu, ao vento...
E com tanto descaso, nossa terra volta a viver mais uma vez uma opressão, oriunda de uma política voltada para interesses próprios.
Tempo bom era o do nosso gestor Francisco Vilmar Félix Martins Florentino, onde tudo era organizado... E o mesmo sempre buscando resolver os problemas que encontrava para não deixar seu povo padecer. Vilmar, sempre encontrou apoio. E jamais recebera um não. Sempre nos trazia uma resposta. E isso, é o que fazia a diferença. Mas há quem diga que o mesmo não fazia nada e sua gestão era uma "maquiagem".
Hoje em dia, vejo as mesmas bocas que tanto o apedrejavam com críticas descabidas, sentirem falta da colaboração de um gestor sério e que tinha respeito pro coletivo e ao povo acopiarense.
É. Não comungamos de "meios termos"...E o que assistimos em dias atuais é um "atuar" onde o texto principal ficou na gaveta: O progresso de que tanto falavam quando na verdade, não está acontecendo. A "EXPERIÊNCIA" não funciona porque não é usada com sabedoria, e sim, com ESPERTEZA. E usar desse termo é cada vez mais adentrar-se num labirinto do nexo errado.
Saibamos observar a tudo...Para quem tanto governou, não está trazendo "o melhor" para nossa cidade pois o melhor propriamente dito, vem acompanhado de mudanças, crescimento, satisfação... e isso não estamos vendo.
Criticar o Dr Vilmar, que por sua vez fez algo de fato por nossa cidade, deveria ser o EMINENTE, caso contrário, não é maioral. Atentem-se para isso! Ser excelente é desenvolver um papel majestoso, longe de críticas destrutivas ou cobranças sem nexo, mesmo que ainda, hajam reivindicações. Ser superior é buscar sempre saídas reais e não "tangentes" adquiridas de reles ações onde a conjuntura é aplicada de maneira embaraçosa.
Pena que alguns aplaudam esse descaso. E diante de um processo ilógico queiram mostrar a todo custo que a "coisa está andando". Pra onde?! Simplesmente, não vemos.
Mas vamos aguardar. Quem sabe nos próximos dias possamos ver algo acontecer...Pois até agora tudo está submerso no egocentrismo. O limiar dessa quarta gestão está deixando a desejar...
Acopiara pede socorro. Acopiara pede Vilmar.

Betinha Alves Borges
operadora de caixa

Nenhum comentário: