TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Mirian Sobreira cobra participação popular contra a corrupção e pactuação de recursos para a saúde

A deputada Mirian Sobreira (PDT) se manifestou, durante o primeiro expediente da sessão plenária da Assembleia Legislativa desta quinta-feira, 03, contra a votação da última quarta-feira, 02, na Câmara Federal, que decidiu pela suspensão da denúncia contra o presidente Michel Temer por crime de corrupção passiva. A parlamentar não concorda com o que aconteceu. “Precisamos dizer não a corrupção”, disse Mirian.

“Ontem ao assistirmos a uma das sessões mais vergonhosas da Câmara Federal, em que os deputados, em vez de darem a oportunidade para que a população brasileira pudesse ver um presidente acusado de praticar crimes investigado, optaram por institucionalizar a corrupção”, lamentou a parlamentar. Mirian lamenta profundamente que deputados cearenses tenham votado a favor do arquivamento do processo contra o presidente.

A deputada espera uma resposta na eleição de 2018. “Espero que a população esteja se preparando para dar um retorno a este cenário nas próximas eleições, torcendo para que, com a força do voto de cada um, e após assistirem ao que aconteceu ontem, possamos dizer não a todos os que votaram favoráveis ao governo Temer”, disse a deputada. Mirian espera que a população acompanhe essas questões, que todos fiquem atentos e conheçam os candidatos. “Vamos votar consciente”, frisou a parlamentar.

A deputada também aproveitou a ocasião para falar sobre a saúde. Reforçou que é necessário discutir o financiamento do Sistema Único de Saúde (SUS), assim como o repasse do Governo Federal. Para a parlamentar, a problemática do subfinanciamento do Sistema Único de Saúde (SUS) e as pactuações de responsabilidade entre os entes federais, estaduais e municipais para a área precisam ser mais bem definidas. “Precisamos de um planejamento na área da saúde. Os municípios precisam ter como trabalhar”, relatou Mirian Sobreira.

Mirian Sobreira comentou que muitos ainda criticam a situação da saúde no Ceará, esquecendo que o investimento na área não é uma exclusividade do Estado. “O Ceará é um dos estados que mais investiu em saúde nos últimos anos, fez Hospitais Regionais em Sobral, Juazeiro do Norte e Quixeramobim; Unidades de Pronto Atendimento (UPA’s); Centros de Especialidades Odontológicas (CEO’s), Policlínicas, entre outras melhorias e, antes de criticar, seria prudente avaliar se a pactuação entre Governo Federal, Estado e municípios está sendo feita. As responsabilidades devem ser definidas e pactuadas”, defendeu a deputada.

De acordo com ela, o Governo Federal congelou gastos para a saúde em 20 anos e ainda não definiu quanto vai destinar para a área. “Existe uma lacuna grande em relação aos investimentos do Governo Federal na saúde, o que é algo muito grave. O que existem são programas pontuais, que aos poucos estão acabando, e enxergo isto com uma preocupação enorme”, alertou a deputada.

Na ocasião, falou, ainda, da saúde de Iguatu, que vem sendo trabalhada por meio ações planejadas, mutirões, investimento, humanização, acompanhamento, cuidado com a saúde primária, prevenção, Casa de Apoio em Fortaleza, Unidade de Terapia Intensiva ( UTI), informatização e capacitação de equipe.

Nenhum comentário: