segunda-feira, 3 de julho de 2017

Professores de Quixelô (CE) repudiam declarações feitas pelo vereador José Mathias em emissora de rádio

Os professores da rede municipal de ensino de Quixelô (CE) têm mil e um motivos para estarem chateados com as declarações feitas pelo vereador José Mathias, no último sábado (1), na ex-rádio comunitária da cidade. Indiretamente, o edil chamou os professores do município de incompetentes ao classificar a educação com nota ZERO. 

Não é novidade pra ninguém que a educação de Quixelô, conforme dados estatísticos do Governo do Estado, é uma das melhores da região, inclusive a gestão da prefeita Fátima Gomes coleciona resultados super positivos apesar das dificuldades.

Ao ofender a classe de professores, o vereador José Matias, na sua empolgação, deixou de lado seu discurso em defesa de uma educação de qualidade ao dar NOTA ZERO para o setor. 

O vereador José Mathias precisa entender que educação não se faz apenas com dinheiro, mas com competência e isso, independente da linha política do professor, só se faz com um quadro invejável de mestres.

Como barata tonta, o grupo de oposição nervoso de Quixelô não sabe se pronunciar, não lê, não se informa e por isso fala muita besteira quando desqualifica a classe de professores.

Em tempo

Aumento de salário para professor abaixo do que esperam alguns edis de oposição, é fruto do desgoverno golpista apoiado por eles. resta saber porque esses vereadores não têm coragem de falar.

Cá pra nós

Por que Samuel Araújo, ex-candidato a prefeito derrotado  nas urnas, usa os vereadores para falar por ele? Já se perguntaram? O blog responde: Por que Samuel está conectado a turma do golpe e do Aécio Neves e por isso ele usa os vereadores da oposição. Ele é empregado deles.

Durante esta semana, o blog estará respondendo, um a um, a todos os exageros e inverdades de qualquer edil de oposição que na empolgação de estar falando por Samuel Araújo ofende, por exemplo os professores. 

Como se não bastasse, os médicos também foram ofendidos, pois, José Mathias colocou sob suspeita de corrupção a marcação de exames e pode ser obrigado a provar, sob pena de ser alvo de ação judicial.

Nenhum comentário: