TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

sexta-feira, 21 de julho de 2017

Artigo: A fábula dos ‘perseguidos’ que perseguem inclusive menores.

Aqueles que se dizem ‘perseguidos’ na realidade são os verdadeiros perseguidores no município de Quixelô. Vou contar uma historinha com H mesmo, pois é verdade.
O jovem e promissor locutor, menor de idade, de iniciais I.R. que fazia o programa TOP 104, ao meio dia, na rádio política de Quixelô, foi mandado embora e teve seu programa encerrado por ter faltado dois dias. Sim, faltou dois dias. No seu lugar entrou alguém que reza da cartilha deles, "oposição".
O mais interessante é que I.R. não tinha carteira assinada, nem contrato e nunca recebeu qualquer valor pelo trabalho que fazia na Quixelô FM e na demissão não teve seus direitos pagos.
Eles "oposição" se revoltam quando ocorrem atrasos nos pagamentos, criticam o não aumento de salários dos professores, reclamam de perseguição, mas esquecem de falar que ganham sem trabalhar, enquanto o jovem talento trabalhava sem ganhar.
Mas qual a razão de tudo isso? É bem simples: I.R. tinha amizade com pessoas da "situação" e algumas vezes questionou o que 73% das pessoas fizeram quando a "oposição" postou foto ao lado de Eunício e Danilo Fortes, a ponto do mimado "Douglas" ter respondido de forma agressiva a um menor.
A lei que vale para os outros, não vale para eles. O partido político do ICEQUI continua a produzir provas e inimigos contra eles mesmos. A lei, nesses casos que envolvem menores trabalhando sem contrato e sem receber é bem dura e rápida. Esta novela está apenas começando. Aguardem novos capítulos.

Nenhum comentário: