TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

terça-feira, 20 de junho de 2017

Procuradores emitem nota sobre Lava-Jato no CE

Procuradores federais do Ceará enviaram, ontem, nota à imprensa com esclarecimentos acerca da atuação da Procuradoria da República no Ceará (PR-CE) em relação aos desdobramentos da Operação Lava-Jato no Estado. No último dia 12, o juiz substituto da 32ª Vara Federal, Danilo Dias Vasconcelos Almeida, indeferiu os pedidos formulados pelo Ministério Público Federal (MPF) para que fossem investigados apenas algumas pessoas citadas em delação premiada sobre as obras do Adutor Castanhão. O magistrado retirou o sigilo do processo de nº 0000946-47.2017.4.05.8100.

Na decisão, o juiz determinou que a Polícia Federal (PF) instaurasse inquérito e investigasse todas os fatos e pessoas citadas pelos executivos Ariel Parente Costa e João Pacífico, do Grupo Odebrecht. Os dois colaboradores da empreiteira revelaram em depoimentos a existência de supostos crimes praticados na execução das obras, em 2005, do Sistema Adutor Castanhão, que faz a transposição de água para a cidade de Fortaleza.

Entre as pessoas citadas na delação premiada e que serão investigadas estão o ex-ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima; ex-governador do Estado, Lúcio Gonçalo de Alcântara; procurador da República no Ceará Alessander Wilckson Cabral Sales; ex-secretário de Recursos Hídricos do Estado do Ceará (SRH) César Pinheiro; e o ex-superintendente da Superintendência de Obras Hidráulicas (Sohidra), Leão Humberto Montezuma. Na nota, os procuradores afirmam, entre outros pontos, que a investigação em relação ao engenheiro Marco Antônio de Alencar Araripe, será conduzida pelo procurador Regional da República, em face da prerrogativa de foro do procurador Alessander Sales.

DN Online

Nenhum comentário: