quarta-feira, 7 de junho de 2017

Ex-presidente do ICEQUI faz esclarecimentos em relação a postagem feita neste blog

José Macio Alves mandou nota ao blog contrariando informações postadas no mesmo em relação a matéria "Icequi de Quixelô (CE) presta desserviço a comunidade."

Segundo ele, existem muitas informações inverídicas no post:

A primeira está relacionada a presidência da entidade. Ele relata que não é presidente do ICEQUI, porém teve a honra de presidir o instituto no período de 2003 a 2007, portanto há 10 anos.

Ele salienta, que tem quatro residências à sua disposição, sendo duas de sua propriedade, uma em Quixelô e outra em Iguatu e se diz reservar ao direito de alternar entre esses imóveis, e que no momento, por ser funcionário do Banco do Brasil na cidade de Iguatu e também acadêmico de Direito da URCA, no horário noturno, optou por passar boa parte do tempo nessa cidade por questões práticas, sem contudo em nenhum momento esquecer de cuidar da sua cidade de Quixelô, elaborando e desenvolvendo projetos, dentre estes a Rádio Comunitária Quixelô FM, tão cobiçada. 

José Macio informa ao blog que quando foi fundado o ICEQUI, ele foi escolhido presidente dessa grande organização, mesmo residindo em Fortaleza.

José Macio afirma que o blog acertou quando disse que ele é adversário ferrenho da atual e de todas as outras administrações que governaram Quixelô por motivos óbvios para aqueles que o conhecem. "A nossa organização defende a liberdade de livre expressão, não cabendo a qualquer membro associado nenhuma censura. Conforme o nosso estatuto, não se faz discriminação de raça, cor, gênero, concepções politicas e filosóficas, etc", disse.

"Nós também não somos escola de informática, como foi publicado. Trabalhamos além a inclusão digital, com museu, cinema, biblioteca e rádio comunitária. Ressalto que a entidade ICEQUI não é minha e sim um associação cultural, com muitos sócios e sócias. Apenas alugo o imóvel para o funcionamento da mesma, que por sinal, devido a perseguição da prefeita de Quixelô e seus aliados, dentre estes, o blog Lindomar Rodrigues, está com aluguel atrasado e impedida de funcionar como deveria, devido a perseguição política como bem o senhor relatou", complementou.

"Informo ainda que vou ao município de Quixelô pelo menos duas vezes por semana e não somente na época de eleição. Durante esses 14 anos vivemos perfeitamente sem apoio da prefeita ou qualquer outro plantonista da prefeitura. Temos outras parcerias governamentais e privadas que nos proporcionaram continuar de pé", finalizou.

Atenciosamente,

José Mácio Alves
Sócio do ICEQUI

Nenhum comentário: