TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

terça-feira, 27 de junho de 2017

Após denúncia, Lula defende saída antecipada de Temer

Lula ao lado da ex-presidente Dilma Rousseff e do presidente do PT, Rui Falcão
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu nesta terça (27) a saída antecipada do presidente Michel Temer do governo e a convocação de eleições gerais.

A iniciativa foi defendida pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, em artigo publicado na Folha. A medida irritou Temer, principalmente pelo receio de perder apoio no Congresso.

Lula também criticou a decisão do juiz Sergio Moro contra o ex-ministro Antonio Palocci (PT), condenado nesta segunda (26) a 12 anos de prisão por lavagem de dinheiro e corrupção passiva, envolvendo contratos com a Odebrecht na construção das sondas da Sete Brasil e o Estaleiro Enseada do Paraguaçu.

"O Palocci foi condenado ontem [segunda], mas não tem nenhuma prova a não ser a delação. Fica palavra contra palavra e ninguém pode ser condenado por isso", afirmou, dizendo que o instrumento da delação não poder ser "avacalhada". "É um instrumento sério que nós que criamos. As delações precisam ser transformadas em provas concretas", disse.

Em entrevista nesta manhã à "Rádio Itatiaia", de Minas Gerais, quando perguntado sobre a denúncia da PGR (Procuradoria-Geral da República) contra Temer por corrupção passiva, Lula defendeu a abreviação do mandato.

"O próprio Temer poderia pedir a antecipação das eleições e a gente poder escolher antes de outubro de 2018 um novo presidente da República, um novo Congresso Nacional, para que o Brasil possa reconquistar a paz, a democracia e a credibilidade de governança que tanto o Brasil está precisando", disse.

Folha de S.Paulo

Nenhum comentário: