segunda-feira, 22 de maio de 2017

Citada por Temer, operação só ocorreu na semana seguinte a visita de Joesley

Citada pelo presidente Michel Temer como um motivo para receber o empresário Joesley Batista, da JBS, a Operação Carne Fraca só foi deflagrada dez dias após o encontro dos dois no Palácio Jaburu, em março. A informação foi antecipada pelo site do jornal "O Globo".

Em entrevista à Folha publicada nesta segunda (22), Temer falou que Joesley o procurou três vezes. "Ele é um grande empresário. Quando tentou muitas vezes falar comigo, achei que fosse por questão da Carne Fraca. Eu disse: 'Venha quando for possível, eu atendo todo mundo'. [Ele disse:] 'Mas eu tenho muitos interesses no governo, tenho empregados, dou muito emprego'".

O encontro dos dois, que foi gravado e provocou a maior crise do governo Temer, ocorreu no dia 7 de março. A Operação Carne Fraca só saiu do sigilo e cumpriu seus mandados no dia 17, uma sexta-feira. A JBS, dona das marcas Seara e Big Frango, foi uma das principais atingidas.

Folha de S.Paulo


Postar um comentário