sábado, 1 de abril de 2017

Número de mortos em troca de tiros após ataque a banco sobe para sete Perícia colhe digitais para investigar ligação de quadrilha com outros ataques a banco

O sétimo suspeito de participar do ataque contra um banco, em Jaguaruana, morreu na unidade de saúde, na tarde deste sábado, 1º. Com isso, subiu para sete o número de mortos no confronto entre policiais e assaltantes, durante a madrugada. Além disso, quatro foram presos e um está hospitalizado. As informações foram atualizadas pela Polícia Federal, Comando Tático Rural (Cotar) e delegados do Rio Grande do Norte, em coletiva de imprensa.
Entre os sete mortos, dois já foram identificados como Ediondas Duarte Júnior, conhecido como "Júnior Bombado", e Eric, sem sobrenome esclarecido. A investigação aponta que Ediondas era o explosivista em várias outras ações contra bancos. A PF acredita que ele participou ainda de ataques nos municípios de Icapuí e Baraúna.
O ataque desta madrugada contou com cerca de 20 criminosos, alguns deles já conhecidos das Polícias de Mossoró e de Campina Grande. Ainda há suspeita de participação de cearenses.
A PF acredita que um dos mortos seja "Eduardo Safadão", irmão do Ediondas, devido à semelhança da barba e de um blusão que ele usava. Ediondas era de Mossoró, enquanto Eric era natural de Campo Grande.

O POVO Online
Postar um comentário