TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Material genético de suspeito de matar Débora é analisado para confirmar autoria do crime

A menina Débora Lohany de Oliveira, 4 anos foi raptada no Bairro Aerolândia, onde morava com a família  (Foto: Reprodução/TV Verdes Mares)
O suspeito de matar a menina Débora Lohany segue preso e terá seu material genético analisado pela Perícia Forense do Estado do Ceará. O objetivo da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) é confirmar a autoria do crime a partir de vestígios encontrados nas roupas e na sandália encontrada com o corpo da menina, localizado em um terreno baldio em 7 de março.

O homem, que é deficiente físico, está detido na sede da DHPP desde quinta-feira (13). O suspeito confessou o crime, alegando aos policiais que teria agido por vingança. O homem disse que foi espancado no bairro onde Débora morava e foi e expulso após ter tentado abusar de uma outra menina. No mesmo dia, ele voltou ao local, raptou a criança e cometeu o assassinato.

O diretor da DHPP, delegado Leonardo Barreto, informou que esta versão ainda está sendo investigada. "Ele versão preliminar vai ser aprofundada. Temos 10 dias para aprofundar as investigações e ratificar as informações. Não descartamos que ele tenha mentido", disse o delegado, acrescentando que o material colhido poderá ratificar a autoria do crime.

"Fizemos a extração do material genético do suspeito e enviamos para análise imediata para realizar a confrontação de possíveis vestígios da roupa e da chinela. Não há garantia de encontrarmos, mas é uma possibilidade."

G1CE

Nenhum comentário: