terça-feira, 22 de novembro de 2016

Retomada reunião da comissão que analisa medidas contra a corrupção

Foi retomada há pouco a reunião da comissão especial encarregada de analisar o projeto (PL 4850/16) que estabelece medidas contra a corrupção.

A reunião começou por volta de 15 horas e já foi suspensa diversas vezes para que o relator, deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), tivesse mais tempo para apresentar a terceira versão do seu relatório final.

O presidente da comissão, deputado Joaquim Passarinho (PSD-PA), adiantou que o relatório será votado amanhã, às 9 horas. Hoje, o relator vai apenas explicar as mudanças que fez no substitutivo.

Desde o início da tarde, a reunião está sendo acompanhada por representantes do Ministério Público, inclusive pelo procurador Deltan Dallagnol, coordenador da Operação Lava Jato no Ministério Público.

Durante toda a tarde, deputados de vários partidos se revezaram na comissão pedindo mais tempo para analisar o relatório, principalmente depois que o relator disse que iria retirar uma das medidas mais polêmicas: a possibilidade de juízes e promotores serem processados por crime de responsabilidade. A mudança desagradou aos deputados, que cobram a manutenção da medida.

Nas duas primeiras versões do substitutivo ao projeto, Onyx Lorenzoni manteve como crime a prática de caixa dois em campanhas eleitorais e a transformação de corrupção de altos valores em crime hediondo.

A reunião ocorre no Plenário 2.

Nenhum comentário: