quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Águas do São Francisco só chegam ao Ceará em setembro de 2017, diz ministro da Integração

Comitiva pressiona ministro Helder Barbalho pela retomada de trecho da transposição para que as águas do Rio São Francisco cheguem ao Ceará. FOTO: Divulgação da Comissão Especial.
Deputados estaduais membros da Comissão Especial para acompanhar e monitorar o andamento das obras da transposição de águas do Rio São Francisco, formada na Assembleia Legislativa do Ceará, além de deputados federais e representantes de entidades de classes estiveram reunidos ontem em Brasília para audiência com o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho.

A comissão ouviu do próprio ministro que não há possibilidade de as águas chegarem ao Ceará nos próximos nove meses e que, neste momento, ele não assumiria o risco de dispensar licitação para que as obras sejam retomadas e concluídas. Helder Barbalho ressaltou, porém, que a transposição em si não estaria paralisada, mas somente um trecho, que é exatamente o que promete trazer água ao Estado do Ceará. “É equivocado qualquer discurso que fale que as obras da transposição estão paralisadas. Deixo claro que qualquer um que insista na tese de que as obras estão paralisadas, ou fazem por desconhecimento ou fazem por má fé. O que existe é a continuidade plena de todas a metas, tanto do eixo Norte, quanto do Leste, salvo a meta 1N, que era de responsabilidade da empresa Mendes Júnior e a mesma, a partir da decretação da sua inidoneidade, pela Controladoria Geral da União, formalizou ao Ministério da Integração Nacional a sua incapacidade de continuar à frente das obras e da conclusão”.

Edison Silva
Postar um comentário