quinta-feira, 14 de julho de 2016

Municípios cobram repasses de R$ 45 bi

Representantes da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) cobraram ontem (13) do presidente interino, Michel Temer, R$ 45 bilhões do governo federal em restos a pagar. Segundo a CNM, o total se refere a despesas empenhadas, mas que não foram pagas no exercício. A entidade alega também que faltam recursos do repasse obrigatório do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) pela União.

Na semana passada, o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, anunciou a liberação, pela União, de R$ 2,7 bilhões do FPM. Ontem, Temer citou o repasse ao discursar para os representantes da entidade. "Talvez a situação econômica do País não permitisse que viéssemos a liberar aquilo que hoje está sendo liberado, R$ 2,7 bilhões. Mas nossa convicção doutrinária, ideológica em relação à necessidade dos municípios é o que nos leva a fazer esta liberação", disse o presidente interino. Os municípios, no entanto, dizem que o total a receber é R$ 3,4 bilhões.

Além de Temer e Padilha, os ministros da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima; da Fazenda, Henrique Meirelles; e Dyogo Oliveira, do Planejamento, participaram do encontro com os prefeitos.

Nenhum comentário: